Páginas

segunda-feira, 18 de abril de 2016






Depois deste livro, a Cidade de ‪#‎ORLANDIA‬ no interior do Estado de São Paulo, para muitos leitores tornou-se um sonho de consumo para quem quer encontrar e viver um grande amor.

Prêmio Literarte de Melhor Romance do Ano de 2011, em Goiânia, Goiás, agora em Segunda Edição, transformada na Série “Haras” a pedido dos leitores que o elegeram um romance inesquecível! 

Desde criança, Helena sempre foi apaixonada por Rodrigo, um homem quinze anos mais velho que a viu nascer e a tratava como uma irmã, mas apesar de ama-la também, resistia em aceitar seus verdadeiros sentimentos. 

Helena escondeu de todos o seu amor por ele, até que soube que Rodrigo iria se casar. 

Ela jurou a si mesma que ele um dia seria dela e, era chegada a hora de lutar por ele com todas as armas que estivessem ao seu alcance, todas mesmo, mas, iria ela ser páreo até para uma Top Model francesa?

Quem leu a Primeira Edição se apaixonou por este romance e pediu mais.

Em sua segunda edição está na ‪#‎BIENALDOLIVRODEMINAS‬ para deleite dos amantes de um bom romance adulto que cumpre o que promete, aquecer relações!

Se você não leu, chegou a chance de também se apaixonar por ele e pelos próximos volumes da Série Haras!

A venda na Bienal do Livro de Minas no Stand D16 da PerSe - Publique-se ou no site na Loja Virtual.

sábado, 12 de dezembro de 2015



POSSE COMO MEMBRO CORRESPONDENTE

AGL – ACADEMIA GUARULHENSE DE LETRAS – CIDADE DE GUARULHOS

Dia 11 de Dezembro de 2015 foi uma data que definitivamente ficará para sempre em minha memória e que carregarei para sempre no coração.


Por indicação de Jane Rossi, após analise profunda de detalhada de meu currículo literário e minhas obras, tive a honra e alegria de tomar posse na AGL - Academia Guarulhense de Letras na qualidade de Membro Correspondente.

Dentre tantas outras Academias de Letras das quais sou membro, seja como efetivo imortal ou como correspondente, entrar para a AGL tem um significado muito profundo para mim devido ao fato de que, apesar de não ter nascido naquela Cidade por uma das tramas do destino, fui levado da maternidade para Guarulhos com três dias de vida.

Durante 29 anos de minha vida, residi em Guarulhos, lá eu cresci, estudei, formei-me, constitui família após casar-me na Igreja Matriz e foi lá, que nasceu David Willian, meu primeiro filho que hoje reside no interior do Estado de São Paulo.

Muito cedo, através de minha professora de português no 3º ano do antigo Primário no Grupo Escolar Professor Paulo Nogueira, fui apresentado ao mundo mágico e sublime da poesia pela qual apaixonei-me e nunca mais deixei de escrever poemas e dos poemas aos romances foi para mim inevitável devido à minha necessidade de criar tramas, personagens, descrever cenários, sentimentos, emoções.

Talvez, se não fosse por ela, eu hoje não fosse poeta ou escritor e principalmente, se eu não tivesse estudado especificamente naquela escola em Guarulhos onde minha professora lecionava, eu tão tivesse descoberto que através da literatura, qualquer um de nós é capaz de literalmente ganhar asas e tirar os pés do chão.

Filho de família humilde que veio de Minas Gerais para Guarulhos em 1.949 para montar uma Olaria às margens do Rio Tietê, não tive muito tempo para brincar quando criança, ia para a escola que ficava bem longe de onde morávamos e quando voltava para casa, precisava ajudar meus pais a amassar barro para fazer tijolos e deles, conseguir garantir a nossa alimentação e o mínimo necessário para viver.

Lembro-me como se fosse hoje, aos 7 anos de idade, quando fui matriculado naquela escola, alguém atravessava o Rio Tietê comigo de canoa, depois eu seguia caminhando pelas margens da Rodovia Presidente Dutra até o viaduto de acesso ao centro de Guarulhos e de lá, para o Grupo Escolar Professor Paulo Nogueira.

De vez em quando, quando sobrava algum dinheiro, eu pegava a Maria Fumaça na Estação Sorocabana e ia de Trem até o ponto final da linha, que ficava quase ao lado da minha escola, mas esta alegria, que foram poucas, também jamais irei esquecer, assim como as idas a São Paulo pela ferrovia, eu adorava ver os macacos pulando de galho em galho nas matas às margens da linha do trem.

Hoje, no lugar da estrada de ferro, em nome do progresso, esta o Anel Viário que foi construído após a desativação da Estrada de Ferro Sorocabana.

Enfim, Guarulhos, mais do que São Paulo, Capital, tem mais significado e importância em minha formação como ser humano íntegro, sensível, determinado e que jamais, mesmo nas piores circunstâncias, se deixa abalar ou pensa em desistir de lutar por um ideal.

Foram 29 anos de historia de vida em Guarulhos de onde saí por questões profissionais precisando residir próximo ao Shopping Center Norte, onde fui trabalhar no antigo Eldorado Plaza e como sempre, o tempo voa como um bando de pássaros que se juntam, voam para longe e não voltam mais, porém, as memórias de minhas raízes naquela cidade, isto, nem mesmo o tempo pode apagar.

A foto acima, fornecida gentilmente pela minha querida amiga Jane Rossi, é o momento em que subi ao plenário, aos 60 anos de idade, para dizer algumas palavras ao Presidente da AGL – Academia Guarulhense de Letras e a todos os Confrades e Confreiras membros da Diretoria, aos Confrades presentes com seus familiares e convidados.

Momento único, inesquecível, porque as palavras lá proferidas por mim, foram as palavras ditadas por meu coração, a quem obedeço e sempre obedecerei e sei que jamais me arrependerei de agir assim, porque tenho plena convicção, de que todos nós, devemos ouvir e seguir a voz do coração.

Sem mais, só posso agradecer a Deus pelas alegrias e momentos vividos na solenidade onde ao tornar-me Membro Correspondente da AGL - Academia Guarulhense de Letras, de certa forma, retornei às minhas verdadeiras origens.